Livro SketchUp Pro Avançado: saiba quais as diferenças entre a nova e a antiga edição

Livro SketchUp Pro AvançadoO grande lançamento desse começo de ano, para quem curte o SketchUp, é o novo livro SketchUp Pro Avançado. O livro começa a ser entregue a partir de 4 de março, e a editora abriu um período de pré-venda, em que vende o livro com desconto e com dedicatória do autor.

De todo modo, o novo livro é uma versão revista, atualizada e modificada da anterior. Para ajudar aos leitores que já tem o livro anterior a decidirem se vão comprar a versão nova, a editora decidiu publicar esta tabela para que você possa fazer a comparação entre as duas edições do livro SketchUp Pro Avançado.

Para ver a tabela, clique no link:                                                                                https://gum.co/zDYh/comparacao

Se você não quiser ler e comparar tudo, ponto por ponto, aqui vai um resumo do mudou entre uma edição e outra:

- O livro passou de 318 para 356 páginas, sendo 53 páginas de conteúdos novos e 32 páginas de tópicos atualizados;

- Entre os conteúdos novos, estão as indicações de portais para você encontrar plug-ins, e um novo capítulo que apresenta serviços e softwares complementares (além de plugins mais sofisticados) ao SketchUp, com ênfase em renderização, produtividade, fabricação digital, recursos BIM e serviços em nuvem;

- Todo o conteúdo sobre o SketchUp LayOut foi transferido para um outro livro, o SketchUp LayOut passo a passo.

O livro SketchUp Pro Avançado (2015) está disponível em versão impressa e, em breve, em e-book.
O livro Google SketchUp Pro Avançado (2011) está esgotado na versão impressa, mas está disponível em e-book.
O livro SketchUp LayOut passo a passo, que é “filho” do Avançado, está disponível em versão impressa e em e-book.
Veja as opções de compra em http://www.probooks.com.br ou http://www.livrosketchup.com.br.
Publicado em Dicas, livros, tutorial | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Faça tubulações e calhas com o plugin TrimbleMEPdesigner para projetistas de instalações!

mep

O Trimble MEPdesigner, desenvolvido pela Trimble MEP Solutions, é um pacote de ferramentas que otimizam a criação de tubos e calhas para projetistas de instalações. É possível usar os objetos prontos, que tem parâmetros como diâmetro, ângulo de cotovelo, entre outros, e você pode criar os seus objetos também. Tais objetos, chamados de Parts, possuem conectores inteligentes para facilitar as ligações entre eles. A qualquer momento durante o trabalho com o plugin, você pode obter um relatório com todos os objetos instalados e suas características.

Você pode instalar o TrimbleMEPdesigner a partir do Armazém de Extensões e usar gratuitamente por 14 dias. Para continuar usando é preciso comprar a licença, que custa US$348,00.
Se você quiser saber mais sobre o plugin antes de instalar em sua máquina, visite o link no site Trimble.

Referência bibliográfica:
GASPAR, João. SketchUp Pro Avançado. São Paulo: ProBooks, 2015

Publicado em Dicas, Plugins | Com a tag , , | Deixar um comentário

Conheça o livro gratuito SketchUp Pro 2014 – Novidades!

Este pequeno livro trata apenas das novidades, pois as versões 2013 e 2014 do SketchUP foram lançadas com um intervalo muito pequeno e nosso livro
SketchUp Pro 2013 passo a passo havia acabado de ser lançado. Esperamos que gostem do livro e aproveitem os novos recursos do SketchUp Pro 2014!

Baixe o livro GRÁTIS – SketchUp Pro 2014 – Novidades (PDF) (ePUB)

Durante o período em que o SketchUp fez parte da Google, o programa evoluiu muito na direção da integração com aplicativos e serviços da própria Google, como o Google Maps, o Google Earth e o Street View. Foi nesta época que surgiu o Armazém 3D, serviço de armazenamento e colaboração gratuito de modelos 3D, inovação que auxiliu a catapultar o SketchUp ao posto de líder de mercado, e que inaugurou um tipo de serviço que hoje é quase obrigatório para todo software que queira se manter relevante.

Prova disso são os serviços Autodesk Seek, para AutoCAD, Revit e outros, e o Bimcomponents, para ArchiCAD, da Graphisoft, entre outros tipos de “armazéns” existentes na internet.

Entretanto, a inovação parou por aí, pois os objetivos da Google com relação ao SketchUp não foram muito além disso. O resultado disso foi a estagnação do software, que ficou 3 anos sem uma atualização importante. E daí?

Daí que no meio de 2012 o grupo Trimble, um dos líderes globais no mercado de GPS, agricultura, engenharia, transporte, logística, além de softwares, comprou o SketchUp, como fez com outros programas relevantes para a cadeia de produção em BIM (como os softwares da Tekla, para cálculo estrutural e compatibilização de obras, e o Vico, para gerenciamento de obras).

Nada mais natural que a Trimble tivesse a intenção de transformar o SketchUp em uma solução cada vez mais profissional para a criação de desenvolvimento de projetos.
O primeiro passo foi dado nesta versão do programa, a 2014. A partir do SketchUp Pro 2014 você consegue classificar objetos segundo o padrão IFC e exportar seu modelo em IFC para outros softwares. Isso insere o SketchUp definitivamente no mundo BIM. Outra importante novidade do 2014 foi a introdução (no SketchUp LayOut) dos textos automáticos, que podem ser usados para agilizar a produção de legendas, carimbos e até mesmo atuar como os consagrados identificadores (tags) do Revit.

Podemos acreditar que, sob o comando da Trimble, o SketchUp Pro deverá ser cada vez mais orientado à criação e produção de modelos e desenhos com a intenção de atender o mercado AEC, enquanto a versão Make continuará com seus recursos clássicos que o fizeram um dos modeladores mais fáceis e intuitivos de usar.

Publicado em Uncategorized | Deixar um comentário

Lançada versão 2014 do SketchUp!

sk2014

A versão 2014 do SketchUp foi lançada ontem pela Trimble!
O principal destaque desta nova versão não é exatamente uma ferramente, mas sim a importância dada pela empresa em tornar o SketchUp um programa cada vez mais integrado a sistemas de trabalho BIM.
Para que isso se torne uma realidade, a equipe do programa desenvolveu um novo sistema de classficação de objetos baseada nos padrões de intercambialidade do formato IFC.
Pela nova paleta Classificador (Classifier), você pode selecionar grupos ou componentes e classificá-los em categorias IFC (como IFCSlab, IFCWall, etc.). Dessa maneira, quando você precisar exportar seu modelo no formato IFC (recurso que também é novo no SketchUp), os objetos serão corretamente exportados e classificados. Fizemos testes de abertura de um modelo exportado em IFC para Revit, ArchiCAD, Vectorworks e Tekla BIM Sight e os resultados foram excelentes!
Com relação ao SketchUp LayOut, a principal novidade é o surgimento da ferramenta Auto-texto. Trata-se de uma ferramenta de texto paramétrico que facilita o preenchimento de carimbos e legendas, com variáveis que você define e controla, poupando muito tempo na criação e atualização de campos de texto no programa.
Outro ponto que chama atenção é a reformulação total do Armazém 3D do SketchUp. Indicando o término da transição Google – Trimble, a interface foi totalmente redesenhada e os processos para subir e baixar aquivos foram simplificados.
Existem alguns outros recursos e implementações interessantes, e por isso vale a pena você conferir a página www.sketchup.com/pt-BR/products/sketchup-pro/new-in-2014, que contém a lista completa das novas funcionalidades do programa!

Post relacionado: Conheça o livro gratuito SketchUp Pro 2014 – Novidades!

Publicado em Uncategorized | Deixar um comentário

SKP5D – Realidade Virtual Online para SketchUp

A empresa Real5D utiliza a realidade virtual para fazer a apresentação de projetos a partir de modelos digitais. Em um software leve, e agora também em uma versão online para os arquivos criados em SketchUp, o usuário assume o controle de um avatar (personagem virtual) para caminhar ao redor de um edifício ou dentro de ambientes.

Fotografia por KateTheCCom uma interface muito parecida com videogames, as teclas de caminhar e pular são as mesmas. Utilize as teclas W A S D para caminhar, o Shift para correr e a barra de espaços para pular. Para girar a visão do observador, utilize o botão direito do mouse. O usuário também pode interagir com outros usuários online no mesmo projeto. Utilize o Chat (mensagens) ou um microfone para conversar com outros usuários. Um avatar também pode acenar para outro ao pressionar a tecla E.

Já existem alguns projetos para demonstração online, como projetos do escritório OMA em Roterdã e do Erick van Egeraat na Dinamarca, porém qualquer projeto feito no SketchUp pode ser carregado online e divulgado por meio de um link gerado pelo próprio site. Para carregar o modelo 3D no site é bem fácil. É só fazer o upload do arquivo com a extensão .skp e configurar o nome, local e imagem de divulgação.

O próprio site faz a conversão do arquivo. Porém, o arquivo deve ter algumas alterações para o melhor aproveitamento do passeio virtual. Como os comandos são parecidos com video-game e não com os comandos do SketchUp, o avatar não consegue atravessar paredes ou objetos, por exemplo, sendo necessárias passagens com no mínimo 60cm de largura.

É importante que todos os componentes ou grupos estejam visíveis no arquivo. Ou seja, as camadas (layers) que contém objetos importantes devem estar ativos no arquivo salvo, pois se estiverem desativados serão ignorados na hora da conversão do arquivo.

A renderização da imagem é inferior a qualquer jogo atual de video-game, pois usa um estilo semelhante ao “Sombreado com texturas” do SketchUp, e as sombras e arestas projetadas ficam desativadas. Ou seja, fica difícil de distinguir faces que com a mesma textura ou cor. É possível que inserir pontos de luz e reflexo nos objetos por meio do LightMap.

Existem também outras ferramentas muito úteis enquanto está no passeio virtual. Por exemplo, a ferramenta “Ruler” que permite que o usuário meça distâncias; “Change materials” introduz variações de cores ou texturas para determinados objetos; na opção “Camera” é possível fazer Snapshots (Fotografias) do percurso.

Até fevereiro de 2014, o serviço, oferecido pela empresa Real 5D Inc., era gratuito. A
companhia, localizada na Califórnia, desenvolveu essa tecnologia inicialmente para atender ao mercado imobiliário local, e em 2013 resolveu ampliar a oferta para a  comunidade SketchUp e de outros softwares. O Real5D também importa arquivos vindos dos softwares 3DS Max, Rhinoceros, ArchiCAD e Revit. O link para testar o sistema é http://real5d.com.

Publicado em Dicas, Plugins | Com a tag | Deixar um comentário

Lançado primeiro livro sobre SketchUp para móveis do Brasil!

cZE_2Bu5
Conheça o novo livro SketchUp para design de móveis!

São 11 móveis apresentados com instruções de montagem, medidas de todas as peças e descrição detalhada da sequência de modelagem num livro de nível intermediário; para aproveitá-lo bem, é preciso ter conhecimentos básicos de modelagem no SketchUp (ferramentas Empurrar/Puxar e Siga-me, entre outras).

Ao final do livro você terá treinado técnicas e estratégias de montagem de móveis, e deverá ser capaz de modelar mais rápido e com menos erros.

Lançado em primeira mão em edição eletrônica (e-book), em breve também será lançado em versão impressa.
Escolha entre Amazon Kindle ou Lulu.com para todos os outros leitores, incluindo iPads, Androids e Sony Reader. Veja a seguir outras características do livro:

– Procedimentos ilustrados e descritos clique por clique
– Exercícios para baixar direto do site do livro
– Fórum de discussão sobre o livro e o programa com a participação do autor!

Compre o seu agora no site da Amazon! (Kindle, iPads e Androids com o app do Kindle)
http://www.amazon.com.br/SketchUp-para-design-móveis-ebook/dp/B00FN7KO1U/

Compre agora no formato .EPUB! (Sony Reader, iPads e Androids com outros apps de leitura .EPUB)
https://gumroad.com/probooks#ceKb

Publicado em Uncategorized | 1 comentário

Conheça as novidades do SketchUp 2013!

sketchup2013

A Trimble, empresa que desenvolve o SketchUp, colocou disponível para download em 21 de maio a mais nova atualização do programa.
Diversas mudanças foram feitas na plataforma, que agora atende pelo nome de SketchUp 2013. Veja a seguir algumas das principais novidades.

Mudanças nos nomes dos programas
Como antes, o SketchUp é oferecido em duas versões, mas os nomes foram alterados: sai a numeração em série (o número 9 não será usado) e entra a anotação de acordo com o ano (ao contrário da maioria das empresas de software, o SketchUp usa o próprio ano de lançamento como referência, e não o ano seguinte). Assim, temos o SketchUp Make 2013 (a versão gratuita) e o SketchUp Pro 2013 (a versão paga).

Diferenças entre as versões
As diferenças entre as versões gratuita e paga continuam as mesmas: a versão paga permite importar e exportar desenhos para diversos formatos, inclui o SketchUp LayOut e o Style Builder, contém as ferramentas para a criação de componentes dinâmicos, entre outras características.

Alteração na política de preços
O SketchUp Pro 2013 agora custa, para compra direta no site do programa, US$590 para uma licença. O valor anterior era US$495. Essa diferença a mais, porém tem uma grande vantagem, segundo a Trimble. Por US$95 você ganha atualizações em até um ano depois da efetivação da compra, e garantem que até lá a versão 2014 será lançada.
Para quem já tem uma licença da versão 8, o upgrade custa US$95 e também garante a atualização em 2014.
Até onde consegui encontrar, não há maneira de comprar o SketchUp Pro 2013 sem o programa de atualização automática, o que pode deixar alguns usuários bastante insatisfeitos.

Armazém 3D – 3D Warehouse
Uma nova página de entrada foi criada, mas depois de digitar o termo de busca desejado, a próxima página mostra o site antigo, como sempre foi.

Extension Warehouse (Armazém de extensões)
Essa é uma grande mudança introduzida na plataforma 2013. Seguindo a tendência de vários outros fabricantes de hardware e software, o SketchUp agora possui sua própria loja de aplicativos (ou plug-ins, ou add-ons), a Extension Warehouse. Ficou muito mais fácil procurar um aplicativo e baixá-lo. A instalação se dá de forma automática e o gerenciamento desses objetos evoluiu bastante.

SketchUp Viewer
Sempre esteve lá, mas pouca gente conhecia. O SketchUp Viewer é uma versão do programa que permite apenas ver modelos de SketchUp (sem modificar nem imprimir). No novo site ele aparece com mais destaque, junto aos produtos mais famosos da plataforma.

Por dentro do SketchUp Pro 2013
Vou fazer uma lista das principais mudanças que observei; conforme o tempo passar vou atualizando esta seção.
– novos ícones para as ferramentas (essa era fácil de perceber)
– mudança no menu Toolbar: agora você tem mais opções para ligar, editar e até mesmo criar novas barras de ferramentas
– o Buiding Maker, ferramenta para modelagem rápida de objetos para enviar ao Google Earth, desapareceu (pelo jeito não estava fazendo falta)
– as ferramentas da paleta Norte Solar desapareceram da interface e viraram uma extensão que pode ser instalada separadamente
– o plug-in (ou add-on, ou aplicativo) chamado Advanced Camera Tools, agora é instalado automaticamente com o programa (mas você pode fingir que não viu, se quiser)
– novos formatos de exportação de vídeo: aí, sim! agora você não precisa usar o SketchUp no Mac do seu amigo pra exportar vídeos em .mp4 com H264 ou outro codec decente. Outra coisa legal é a possibilidade de exportar as imagens em separado para a edição em um programa como o Premiére ou o Final Cut

E o SketchUp LayOut 2013?
Muitas mudanças foram feitas no SketchUp LayOut 2013. Parece que a Trimble pretende melhorar as ferramentas do LayOut para tornar a documentação técnica da plataforma cada vez mais fácil e profissional (será que é pra concorrer com o AutoCAD?). Vamos lá:
– preenchimento com hachuras, finalmente
– melhorias nas setas, ou arrowheads
– agora é possível usar tracejado nas dimensões
– cópias múltiplas (arrays). Fantástico, não?
– as páginas sempre tem números, mesmo que você de nomes diferentes para elas. Essa é muito boa também.

Bom, devem ter muitas outras novidades escondidas pelo programa. Viu alguma? Comente aí embaixo. A ideia é manter esse post atualizado, para que todo mundo tenha sempre onde consultar as principais novidades da plataforma SketchUp 2013!

Abraços,
João Gaspar

 

 

Publicado em Uncategorized | 23 comentários

É possível utilizar os dados topográficos do Google Earth no SketchUp?

Esse tutorial apresenta como aproveitar dados topográficos do Google Earth, utilizando apenas o SketchUp.

Vá ao menu Arquivo/Geolocalização-Adicionar localização.
OBS: Outra forma de colocar uma localização é pelo menu Visualizar/Barra de ferramentas (View/Toolbars) – Google;

Image

Clique primeiro no botão da barra para adicionar a localização.

Escreva o endereço do local e clique em Pesquisar (Search).
Ajuste o posicionamento como desejar e depois clique em Selecionar região (Select Region). Ajuste a área que será capturada e clique em Captar (Grab).

ImageImage

OBS: Quanto mais próximo estiver melhor será a qualidade da imagem, caso você queira pegar uma área muito grande terá que fazer mais de uma captura.

Pronto, localizamos nosso projeto; agora é preciso ativar o desnível. Para isso clique em Ativar/desativar terreno (Toggle terrain), o segundo botão na paleta Google.
Image
ImageImage

Observe que a imagem mudou e mostra diversas superfícies elevadas.

Selecione o terreno e perceba que a caixa de seleção aparece em vermelho, pois o objeto está bloqueado.
Para destravar  o terreno clique com o botão direito do mouse e selecione a opção Desbloquear (Unlock).
Faça um retângulo maior que o terreno e posicione abaixo dele. Selecione a ferramenta Mover (Move) com o Ctrl ativo para multiplicar a face com a distância desejada para cada curva de nível que você quer obter. No exemplo, os retângulos foram copiados com 5m de distância em altura.

ImageImage

Observe que o terreno tem que ficar todo coberto pelos retângulos; se quiser, ligue o Raios-X (X-ray) e confira se o terreno está no meio dos retângulos. Selecione todos os retângulos e o terreno, clique com o botão direito e selecione a opção Intersecionar faces/com a seleção (Intersect faces/with selection).

Image

Apague os retângulos, mas tome cuidado para não selecionar a imagem e as curvas criadas. Desligue a camada Google Earth Terrain (criada quando você trouxe o terreno) e observe que só ficarão visíveis as curvas criadas. Crie uma nova camada para as curvas.

Selecione todas as curvas e vá ao menu Desenho/Caixa de areia/a partir de contornos (Draw/Sandbox/from contours). Desligue a camada das curvas e veja como ficou o seu terreno.Evite rotacioná-lo ou movê-lo para poder fazer estudos de insolação corretos, ou caso queira exportar seu projeto na localização correta para usar em outro programa no futuro.

ImageImage

Note que o seu terreno está corretamente geolocalizado.

Image

Publicado em Dicas | 1 comentário

E você, sabe para que serve o SketchUp?

Para quem usa o SketchUp há muitos anos, como nós aqui do blog, para você que nos visita e vem tirar as suas dúvidas e aprender um pouco mais, essa pergunta é meio óbvia, não é?

Pois é, nestes novos tempos do SketchUp, em que o programa (e toda a sua equipe de desenvolvimento) deixou o Google para a fazer parte da Trimble (hein?), achamos que seria legal montar uma apresentação simples, mas que é uma boa pedida para quem não conhece o programa; para quem conhece, é legal revisar, principalmente as diferenças entre as versões gratuita e paga! Clique na imagem abaixo para ir ao site da apresentação:

PS1: Esta apresentação foi mostrada aos alunos da ABRA, em São Paulo, nos dias 18 e 20 de julho de 2012, pelo diretor da Rede AEC Pro e autor do livro Google SketchUp Pro 8 passo a passo, arquiteto João Gaspar, e funcionou como suporte para a parte falada da palestra. Mesmo assim, acreditamos que vale a pena ver!

PS2: A Trimble é uma empresa que tem mais de 30 anos de mercado e atua nos segmentos de engenharia, construção civil e geoposicionamento. No ano passado a empresa adquiriu o software Tekla, usado para cálculo estrutural.

Publicado em Dicas | Deixar um comentário

Orçamentos direto do SketchUp com plug-in bim.bon

bim.bon é um plug-in para SketchUp criado pelo estúdio Superfície.org, de Belo Horizonte. Uma das principais funcionalidades do bim.bon é a sua ferramenta de busca de objeto, que funciona de maneira análoga ao Armazém 3D (3D Warehouse). A diferença – a favor dos mineiros – é que os objetos do bim.bon vem com diversas informações associadas (fabricante, modelo, preço e outros).

Uma coisa legal é que você também pode usar o bim.bon para cadastrar os componentes que você mesmo fez, ou importou de outro lugar, para que sejam incluídos nas tabelas de orçamento do plug-in.

 

O plugin também faz o cadastro de materiais (texturas) e usa a informação de área de faces pintadas para a montagem de orçamentos. Assim você fica sabendo a área dos diferentes pisos, paredes, acabamentos e o que mais existir em seu desenho.
A contagem de objetos e áreas é feita por um sistema de tabelas bem bacana. Como é de praxe nestes sistemas, todas as atualizações no seu modelo são refletidas nas quantificações e valores apresentados pelo bim.bon.

Os dados obtidos com o sistema podem ser exportados para Excel, ou Google Docs.

Além de ser uma ferramenta extremamente útil e funcional do ponto de vista técnico, vale ressaltar dois aspectos:
– O cuidado com o aspecto visual da plataforma (incluindo as janelas de diálogo, textos, layout do site, etc.) é digno de nota, e mostra a seriedade e o compromisso da equipe com o seu produto.
– É um plug-in para SketchUp desenvolvido no Brasil, de acordo com a realidade dos nossos processos construtivos, e nos parece muito superior a outros plug-ins de quantificação e tabelas que você encontra pela internet.

A equipe deste blog espera que o plug-in continue se desenvolvendo e que possa se tornar cada vez mais usado por todo mundo que trabalha com SketchUp!

*As imagens deste post foram retiradas diretamente do tutorial do site do bim.bon.



Referência bibliográfica:
GASPAR, João. SketchUp Pro Avançado. São Paulo: ProBooks, 2015

Publicado em Plugins | Com a tag , , , , , , , | 1 comentário